Terça, 20 de Outubro de 2020 00:54
(89) 99456 5679
Política Rompimento

Senador Ciro Nogueira confirma rompimento com base do governo estadual

Governador já fala em

06/08/2020 20h16 Atualizada há 2 meses
Por: Thiago Fillemon
Aliança rompida entre Ciro e Wellington
Aliança rompida entre Ciro e Wellington

Na noite da última quarta-feira (05) foi ao ar nos canais oficiais do governador Wellington Dias (PT) um vídeo no qual o chefe do executivo estadual confirma o rompimento da sua aliança com o Senador Ciro Nogueira e seu partido, o Progressistas. WD afirmou que "ele (Ciro) tomou a decisão de organizar oposição" e ressaltou que o respeita e o vê como "líder destacado".

O rompimento entre os dois foi ainda ressaltado pelo próprio Ciro Nogueira e pela deputada federal Iracema Portella (PP), em vídeos divulgados em seus canais, respectivamente.

Ciro em dado momento afirmou que "agora se sente mais livre para fiscalizar os atos da administração" e negou a fala do governador que afirma que ele se afastou da base aliada para formar oposição ao governo do petista. Ciro ainda usou a oportunidade para ressaltar que: "o momento exige união para que todos estejam trabalhando pelo Piauí".

Já a deputada federal afirmou que a escolha pelo rompimento partiu unilateralmente de Wellington e também destacou que a sigla do Progressistas continuará priorizando as ações políticas para o desenvolvimento do Piauí.

A aliança entre os dois políticos e as bases de seus partidos no estado já durava alguns anos, mas entre esse meio tempo havia sofrido alguns desgastes, como os embates travados nas eleições municipais no ano de 2016. Todavia, em 2018, durante as eleições para governo do estado, ambos reafirmaram seus compromissos, formando assim a base aliada do governo com outros 8 partidos.  

Ocorre que as articulações políticas após a concretização do afastamento das siglas no estado se mostra aguda, uma vez que o governo já agendou uma reunião reafirmando a base com os outros oito partidos que outrora já haviam firmado compromisso com o executivo e, além disso, já sinalizou uma "reforma administrativa". Não ficou claro o teor dos assuntos a serem tratados, mas a coletiva está marcada para sexta-feira (07) às 12h. 

A cúpula do Progressistas também se reuniu na manhã dessa quinta-feira (06) e discutiu a possibilidade do partido entregar os cargos dispostos a indicação da legenda. Ainda não há mais informações, entretanto é possível que amanhã venha a público algum comunicado oficial do partido.

Tais informações são de extrema importância para a região de Queimada Nova e municípios vizinhos porque todos os personagens envolvidos nesse desgaste tiveram votação expressiva na cidade e na microrregião. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias